As coisas que são do alto!

procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus.
Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas.

Colossenses 3:1b,2

ceuEsse foi o texto que li logo após o assalto à mão armada que sofremos recentemente, após o susto.

Naqueles momentos, pudemos constatar a nossa impotência diante das ações daqueles que pouco se importam com uma vida, especialmente a alheia. Pudemos sentir o quão frágeis nós somos, basta o dedo escorregar no gatilho e…

Mas também podemos ter a certeza da presença de Deus por meio da paz no coração, que excede todo o entendimento, nos guardando e protegendo das ações malignas.

Além disso, nos sentimos acolhidos, como parte do corpo de Cristo. Em meio à apreensão durante a recuperação do carro num ambiente hostil, eis que surge um irmão de fé para prestar seu suporte lá, presencialmente, nos fazendo entender o verdadeiro sentido do “ame ao próximo como a si mesmo”.

Obrigada, Pai, por nos ensinar na prática e de uma forma tão didática, nos protegendo a integridade física, e enriquecendo-nos a alma.

Daniele M. Ashikaga Bernini

 

Anúncios

Diálogo no ventre

gêmeos_placentaNo ventre de uma mãe havia dois bebês. Um perguntou ao outro:
“Você acredita em vida após o parto?”
O outro respondeu: “É claro. Tem que haver algo após o parto. Talvez nós estejamos aqui para nos preparar para o que virá mais tarde.”
“Bobagem”, disse o primeiro. “Que tipo de vida seria esta?”
O segundo disse: “Eu não sei, mas haverá mais luz do que aqui. Talvez nós poderemos andar com as nossas próprias pernas e comer com nossas bocas. Talvez teremos outros sentidos que não podemos entender agora.”
O primeiro retrucou: “Isto é um absurdo. O cordão umbilical nos fornece nutrição e tudo o mais de que precisamos.O cordão umbilical é muito curto. A vida após o parto está fora de cogitação.”
O segundo insistiu: “Bem, eu acho que há alguma coisa e talvez seja diferente do que é aqui. Talvez a gente não vá mais precisar deste tubo físico.”
O primeiro contestou: “Bobagem, e além disso, se há realmente vida após o parto, então, por que ninguém jamais voltou de lá?”
“Bem, eu não sei,” disse o segundo, “mas certamente vamos encontrar a Mamãe e ela vai cuidar de nós.”
O primeiro respondeu: ” Mamãe, você realmente acredita em Mamãe? Isto é ridículo. Se a Mamãe existe, então, onde ela está agora?”
O segundo disse: “Ela está ao nosso redor. Estamos cercados por ela. Nós somos dela. É nela que vivemos. Sem ela este mundo não seria e não poderia existir.”
Disse o primeiro:” Bem, eu não posso vê-la, então, é lógico que ela não existe.”
Ao que o segundo respondeu: “Às vezes, quando você está em silêncio, se você se concentrar e realmente ouvir, você poderá perceber a presença dela e ouvir sua voz amorosa”.

Este foi o modo pelo qual um escritor húngaro explicou a existência de Deus.

Não por sabedoria, mas pelo poder de Deus!

Por Pastor Paschoal Piragine Jr

TR_12_7_14Jesus causou uma transformação na vida de Paulo, que passou de perseguidor da Igreja a mártir da fé. Por isso, vamos tentar aprender com ele as lições que suas marcas de transformação têm a nos ensinar.

Quando Deus nos transforma, as pessoas precisam de tempo e de atitudes nossas para que creiam em nossa transformação. No início de sua jornada como uma pessoa transformada por Cristo, Paulo sempre foi visto como um perseguidor dos cristãos, pois até Ananias e os apóstolos tiveram dificuldade em crer. Todas as pessoas que conhecem alguém que foi transformado por Jesus precisam de tempo para que possam confiar nele. Para que possam esquecer o velho homem necessitam que novas atitudes mostrem a maturidade espiritual em sua vida.

Nossas maiores virtudes podem se tornar em nossos maiores defeitos. Precisamos aprender com Paulo que ousadia, foco na missão sem o tempero da graça e do amor de Jesus se tornam em obstáculos à missão. Tornaram-se como tratores que ao construírem algo, deixam a sua marca de destruição por onde passaram. Agora com o tempero da graça, essa mudança aparece naturalmente.

Com o passar do tempo, Paulo foi compreendendo que a força de convencimento de suas mensagens não vinha de seu conhecimento humano, mas por meio do poder de Deus que se manifestava poderosamente no coração das pessoas. Ele entendeu que precisava da visão de Deus, e suas ações deveriam ser condizentes com o conhecimento da Palavra e do enchimento, da ousadia e do poder do Espírito Santo.

Quando você esta focado na missão dada por Deus, o inimigo do Senhor tentará entulhar a sua vida com tantas coisas para que perca o foco da sua real missão. Nesta hora, você tem que aprender a dizer não ou até a rever as suas reais motivações. Se perder o foco certamente perderá o impacto e o alcance projetado por Deus.


Leituras do dia:

1 Coríntios 2:1-5
1Eu mesmo, irmãos, quando estive entre vocês, não fui com discurso eloquente nem com muita sabedoria para proclamar o mistério de Deus. 2Pois decidi nada saber entre vocês, a não ser Jesus Cristo, e este crucificado. 3E foi com fraqueza, temor e com muito tremor que estive entre vocês. 4Minha mensagem e minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do poder do Espírito, 5para que a fé que vocês têm não se baseasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus.
2 Timóteo 4:5
5Você, porém, seja moderado em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério.
Filipenses 1:20
20Aguardo ansiosamente e espero que em nada serei envergonhado. Ao contrário, com toda a determinação de sempre, também agora Cristo será engrandecido em meu corpo, quer pela vida, quer pela morte;

Assista o vídeo:

IMPACTANDO UMA GERAÇÃO – Plano de leitura elaborado por:
Pastor Paschoal Piragine Jr – Primeira Igreja Batista de Curitiba

Suprindo todas necessidades!

deus-supre-nossas-necessidadesNo início de 2 Reis 6:24 e continuando no capítulo 7, revisitamos um tema comum na vida de Eliseu, quando Deus o usa para atender a necessidade de Seu povo. Nesta passagem, os Israelitas estão sofrendo de fome, pois sua capital está sob o cerco do Sírios. Eliseu profetiza que Deus proverá tanta comida que será quase inútil por causa da sua abundância. O resultado disso é outra circunstância estranha na vida de Eliseu, pois os Israelitas percebem que o exército Sírio desapareceu e ridiculamente deixaram toda a sua comida e suprimentos para trás. De novo Deus atende a necessidade dos Israelitas. Deus se faz presente pelo Seu povo e Ele se faz presente para você.

Pense sobre as vezes que você estava em necessidade. Pense sobre os caminhos que Ele tem constantemente te mostrado na sua vida para atender suas necessidade como Ele fez com os Israelitas. Filipenses 4:19 nos diz que “Deus irá suprir as nossas necessidades de acordo com as riquezas da Sua glória em Cristo Jesus”. Esta promessa era verdadeira milhares de anos antes para os Israelitas e permanece verdadeira hoje para você. Deus não te deixará e Ele te ajudará a satisfazer suas necessidades, não importa quão grande ou pequena elas sejam. De que forma você tem visto Deus continuamente suprir suas necessidades ao longo da sua vida?


Leituras do dia:

2 Reis 6:24-33 (NVI)

Fome durante o Cerco de Samaria

24Algum tempo depois, Ben-Hadade, rei da Síria, mobilizou todo o seu exército e cercou Samaria. 25O cerco durou tanto e causou tamanha fome que uma cabeça de jumento chegou a valer oitenta peças de prata, e uma caneca de esterco de pomba, cinco peças de prata.
26Um dia, quando o rei de Israel inspecionava os muros da cidade, uma mulher gritou para ele: “Socorro, majestade!”
27O rei respondeu: “Se o Senhor não a socorrer, como poderei ajudá-la? Acaso há trigo na eira ou vinho no tanque de prensar uvas?” 28Contudo ele perguntou: “Qual é o problema?”
Ela respondeu: “Esta mulher me disse: ‘Vamos comer o seu filho hoje, e amanhã comeremos o meu’. 29Então cozinhamos o meu filho e o comemos. No dia seguinte eu disse a ela que era a vez de comermos o seu filho, mas ela o havia escondido”.
30Quando o rei ouviu as palavras da mulher, rasgou as próprias vestes. Como estava sobre os muros, o povo viu que ele estava usando pano de saco por baixo, junto ao corpo. 31E ele disse: “Deus me castigue com todo o rigor, se a cabeça de Eliseu, filho de Safate, continuar hoje sobre seus ombros!”
32Ora, Eliseu estava sentado em sua casa, reunido com as autoridades de Israel. O rei havia mandado um mensageiro à sua frente, mas, antes que ele chegasse, Eliseu disse às autoridades: “Aquele assassino mandou alguém para cortar-me a cabeça? Quando o mensageiro chegar, fechem a porta e mantenham-na trancada. Vocês não estão ouvindo os passos do seu senhor que vem atrás dele?”
33Enquanto ainda lhes falava, o mensageiro chegou. Na mesma hora o rei disse: “Esta desgraça vem do Senhor. Por que devo ainda ter esperança no Senhor?”

  2 Reis 7:1-20 (NVI)

1Eliseu respondeu: “Ouçam a palavra do Senhor! Assim diz o Senhor: ‘Amanhã, por volta desta hora, na porta de Samaria, tanto uma medida de farinha como duas medidas de cevada serão vendidas por uma peça de prata’.”
2O oficial, em cujo braço o rei estava se apoiando, disse ao homem de Deus: “Ainda que o Senhor abrisse as comportas do céu, será que isso poderia acontecer?”
Mas Eliseu advertiu: “Você o verá com os próprios olhos, mas não comerá coisa alguma!”

O Cerco

3Havia quatro leprosos junto à porta da cidade. Eles disseram uns aos outros: “Por que ficar aqui esperando a morte? 4Se resolvermos entrar na cidade, morreremos de fome, mas, se ficarmos aqui, também morreremos. Vamos, pois, ao acampamento dos arameus para nos render. Se eles nos pouparem, viveremos; se nos matarem, morreremos”.
5Ao anoitecer, eles foram ao acampamento dos arameus. Quando chegaram às imediações do acampamento, viram que não havia ninguém ali, 6pois o Senhor tinha feito os arameus ouvirem o ruído de um grande exército com cavalos e carros de guerra, de modo que disseram uns aos outros: “Ouçam, o rei de Israel contratou os reis dos hititas e dos egípcios para nos atacarem!” 7Então, para salvar sua vida, fugiram ao anoitecer, abandonando tendas, cavalos e jumentos, deixando o acampamento como estava.
8Tendo chegado às imediações do acampamento, os leprosos entraram numa das tendas. Comeram e beberam, pegaram prata, ouro e roupas e saíram para esconder tudo. Depois voltaram e entraram noutra tenda, pegaram o que quiseram e esconderam isso também.
9Então disseram uns aos outros: “Não estamos agindo certo. Este é um dia de boas notícias, e não podemos ficar calados. Se esperarmos até o amanhecer, seremos castigados. Vamos imediatamente contar tudo no palácio do rei”.
10Então foram, chamaram as sentinelas da porta da cidade e lhes contaram: “Entramos no acampamento arameu e não vimos nem ouvimos ninguém. Havia apenas cavalos e jumentos amarrados, e tendas abandonadas”. 11As sentinelas da porta proclamaram a notícia, e ela foi anunciada dentro do palácio.
12O rei se levantou de noite e disse aos seus conselheiros: “Eu explicarei a vocês o que os arameus planejaram. Como sabem que estamos passando fome, deixaram o acampamento e se esconderam no campo, pensando: ‘Com certeza eles sairão, e então os pegaremos vivos e entraremos na cidade’.”
13Um de seus conselheiros respondeu: “Manda que alguns homens apanhem cinco dos cavalos que restam na cidade. O destino desses homens será o mesmo de todos os israelitas que ficarem, sim, como toda esta multidão condenada. Por isso vamos enviá-los para descobrir o que aconteceu”.
14Assim que prepararam dois carros de guerra com seus cavalos, o rei os enviou atrás do exército arameu, ordenando aos condutores: “Vão e descubram o que aconteceu”. 15Eles seguiram as pegadas do exército até o Jordão e encontraram todo o caminho cheio de roupas e armas que os arameus haviam deixado para trás enquanto fugiam. Os mensageiros voltaram e relataram tudo ao rei. 16Então o povo saiu e saqueou o acampamento dos arameus. Assim, tanto uma medida de farinha como duas medidas de cevada passaram a ser vendidas por uma peça de prata, conforme o Senhor tinha dito.
17Ora, o rei havia posto o oficial em cujo braço tinha se apoiado como encarregado da porta da cidade, mas, quando o povo saiu, atropelou-o junto à porta, e ele morreu, conforme o homem de Deus havia predito quando o rei foi à sua casa. 18Aconteceu conforme o homem de Deus dissera ao rei: “Amanhã, por volta desta hora, na porta de Samaria, tanto uma medida de farinha como duas medidas de cevada serão vendidas por uma peça de prata”.
19O oficial tinha contestado o homem de Deus perguntando: “Ainda que o Senhor abrisse as comportas do céu, será que isso poderia acontecer?” O homem de Deus havia respondido: “Você verá com os próprios olhos, mas não comerá coisa alguma!” 20E foi exatamente isso que lhe aconteceu, pois o povo o pisoteou junto à porta da cidade, e ele morreu.

YouVersion - Eliseu: Um conto de uma fé extravagante

Os caminhos de Deus

caminhosEm 2 Reis capítulo 5 lemos sobre um capitão militar estrangeiro chamado Naamã que sofre de lepra. Ele ouve de uma escrava que Eliseu poderia curá-lo, então ele parte para Israel com uma comitiva levando presentes para o rei. Quando Naamã finalmente encontra Eliseu, ele espera que Eliseu simplesmente mova suas mãos para tirar a lepra. Ao invés disso, Eliseu o pede para fazer algo que parece ridículo a Naamã, que é ir mergulhar sete vezes no Jordão. Naamã a princípio recusa fazer o que Eliseu pede, mas finalmente o faz após ser convencido por seus homens. Quando ele faz o que Eliseu pediu, Naamã está finalmente curado. A reação de Naamã é muito comum.

Em certo ponto da sua vida você provavelmente sentiu que devia fazer alguma coisa para Deus que parecia um pouco maluca ou ridícula naquele momento. Talvez você pediu a Deus para fazer algo em sua vida como Naamã, mas Sua resposta inicial não foi a que você esperava e você não estava querendo se humilhar o suficiente para se submeter aos métodos de Deus. Quando pedimos a Deus para fazer algo em nossas vidas, nunca devemos fazê-lo com uma atitude ou expectativa de como e onde Ele deve fazer. Nós não somos maiores do que Deus e devemos colocar nossa fé completamente nEle, pois Ele fará as coisas no tempo certo e da maneira correta. Não estamos no comando. Deus é quem está no comando e, como Isaías 55:8 nos diz, os caminhos de Deus não são os nossos caminhos. Que passos você pode tomar para se humilhar completamente diante de Deus e perceber que os Seus caminhos não são os seus caminhos?


Leitura do dia: 2 Reis 5 (NVI)
A Cura da Lepra de Naamã
1Naamã, comandante do exército do rei da Síria, era muito respeitado e honrado pelo seu senhor, pois por meio dele oSenhor dera vitória à Síria. Mas esse grande guerreiro ficou leproso. 2Ora, tropas da Síria haviam atacado Israel e levado cativa uma menina, que passou a servir a mulher de Naamã. 3Um dia ela disse à sua senhora: “Se o meu senhor procurasse o profeta que está em Samaria, ele o curaria da lepra”. 4Naamã foi contar ao seu senhor o que a menina israelita dissera. 5O rei da Síria respondeu: “Vá. Eu darei uma carta que você entregará ao rei de Israel”. Então Naamã partiu, levando consigo trezentos e cinquenta quilosde prata, setenta e dois quilos de ouro e dez mudas de roupas finas. 6A carta que levou ao rei de Israel dizia: “Com esta carta estou te enviando meu oficial Naamã, para que o cures da lepra”. 7Assim que o rei de Israel leu a carta, rasgou as vestes e disse: “Por acaso sou Deus, capaz de conceder vida ou morte? Por que este homem me envia alguém para que eu o cure da lepra? Vejam como ele procura um motivo para se desentender comigo”! 8Quando Eliseu, o homem de Deus, soube que o rei de Israel havia rasgado suas vestes, mandou-lhe esta mensagem: “Por que rasgaste tuas vestes? Envia o homem a mim, e ele saberá que há profeta em Israel”. 9Então Naamã foi com seus cavalos e carros e parou à porta da casa de Eliseu. 10Eliseu enviou um mensageiro para lhe dizer: “Vá e lave-se sete vezes no rio Jordão; sua pele será restaurada e você ficará purificado”. 11Mas Naamã ficou indignado e saiu, dizendo: “Eu estava certo de que ele sairia para receber-me, invocaria em pé o nome do Senhor, o seu Deus, moveria a mão sobre o lugar afetado e me curaria da lepra. 12Não são os rios Abana e Farfar, em Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Será que não poderia lavar-me neles e ser purificado?” E foi embora dali furioso. 13Mas os seus servos lhe disseram: “Meu pai, se o profeta tivesse pedido alguma coisa difícil, o senhor não faria? Quanto mais quando ele apenas diz que se lave, e será purificado!” 14Assim ele desceu ao Jordão, mergulhou sete vezes conforme a ordem do homem de Deus e foi purificado; sua pele tornou-se como a de uma criança. 15Então Naamã e toda a sua comitiva voltaram à casa do homem de Deus. Ao chegar diante do profeta, Naamã lhe disse: “Agora sei que não há Deus em nenhum outro lugar, senão em Israel. Por favor, aceita um presente do teu servo”. 16O profeta respondeu: “Juro pelo nome do Senhor, a quem sirvo, que nada aceitarei”. Embora Naamã insistisse, ele recusou. 17E disse Naamã: “Já que não aceitas o presente, ao menos permite que eu leve duas mulas carregadas de terra, pois teu servo nunca mais fará holocaustos e sacrifícios a nenhum outro deus senão ao Senhor. 18Mas que o Senhorme perdoe por uma única coisa: quando meu senhor vai adorar no templo de Rimom, eu também tenho que me ajoelhar ali, pois ele se apoia em meu braço. Que o Senhorperdoe o teu servo por isso”. 19Disse Eliseu: “Vá em paz”.

O Castigo de Geazi

Quando Naamã já estava a certa distância, 20Geazi, servo de Eliseu, o homem de Deus, pensou: “Meu senhor foi bom demais para Naamã, aquele arameu, não aceitando o que ele lhe ofereceu. Juro pelo nome do Senhor que correrei atrás dele para ver se ganho alguma coisa”. 21Então Geazi correu para alcançar Naamã, que, vendo-o se aproximar, desceu da carruagem para encontrá-lo e perguntou: “Está tudo bem?” 22Geazi respondeu: “Sim, tudo bem. Mas o meu senhor enviou-me para dizer que dois jovens, discípulos dos profetas, acabaram de chegar, vindos dos montes de Efraim. Por favor, dê-lhes trinta e cinco quilos de prata e duas mudas de roupas finas”. 23“Claro”, respondeu Naamã, “leve setenta quilos”. Ele insistiu com Geazi para que os aceitasse e colocou os setenta quilos de prata em duas sacolas, com as duas mudas de roupas, entregando tudo a dois de seus servos, os quais foram à frente de Geazi, levando as sacolas.24Quando Geazi chegou à colina onde morava, pegou as sacolas das mãos dos servos e as guardou em casa. Mandou os homens de volta, e eles partiram. 25Depois entrou e apresentou-se ao seu senhor, Eliseu. E este perguntou: “Onde você esteve, Geazi?” Geazi respondeu: “Teu servo não foi a lugar algum”. 26Mas Eliseu lhe disse: “Você acha que eu não estava com você em espírito quando o homem desceu da carruagem para encontrar-se com você? Este não era o momento de aceitar prata nem roupas, nem de cobiçar olivais, vinhas, ovelhas, bois, servos e servas. 27Por isso a lepra de Naamã atingirá você e os seus descendentes para sempre”. Então Geazi saiu da presença de Eliseu já leproso, parecendo neve.

YouVersion - Eliseu: Um conto de uma fé extravagante

Milagres de Eliseu…

panelaEm 2 Reis 4:38-44, Eliseu continua a operar milagres similares aos de Jesus. Em seu
primeiro milagre, Eliseu retira o veneno da panela
com caldo feito para os profetas. O segundo milagre foi a mulpaestiplicação de 20 pães de cevada, mais do que suficiente para alimentar 100 homens. Estes milagres são exemplos de Deus usando Eliseu para atender às necessidades dos outros.

Provavelmente você já teve algum “caldo envenenado” na sua vida que Deus curou. Talvez foi algo físico ou algo dentro de seu coração ou da sua mente. Talvez você tenha algo venenoso na sua vida agora que você não pode remover por conta própria, que só pode ser removido pelo poder de Deus. Assim como Ele fez com algo simples como um caldo, Deus pode remover qualquer e todo veneno da sua vida e fazer você novo e saudável mais uma vez. Qual veneno Deus curou na sua vida? Qual veneno talvez você precise que Deus cure da sua vida agora?


Leitura do dia: 2 Reis 4:38-44 (NVI)

A Morte na Panela

38Depois Eliseu voltou a Gilgal. Nesse tempo a fome assolava a região. Quando os discípulos dos profetas estavam reunidos com ele, ordenou ao seu servo: “Ponha o caldeirão no fogo e faça um ensopado para estes homens”. 39Um deles foi ao campo apanhar legumes e encontrou uma trepadeira. Apanhou alguns de seus frutos e encheu deles o seu manto. Quando voltou, cortou-os em pedaços e colocou-os no caldeirão do ensopado, embora ninguém soubesse o que era. 40O ensopado foi servido aos homens, mas, logo que o provaram, gritaram: “Homem de Deus, há morte na panela!” E não puderam mais tomá-lo. 41Então Eliseu pediu um pouco de farinha, colocou no caldeirão e disse: “Sirvam a todos”. E já não havia mais perigo no caldeirão.

O Milagre dos Pães

42Veio um homem de Baal-Salisa, trazendo ao homem de Deus vinte pães de cevada, feitos dos primeiros grãos da colheita, e também algumas espigas verdes. Então Eliseu ordenou ao seu servo: “Sirva a todos”. 43O auxiliar de Eliseu perguntou: “Como poderei servir isso a cem homens?” Eliseu, porém, respondeu: “Sirva a todos, pois assim diz o Senhor: ‘Eles comerão, e ainda sobrará’.” 44Então ele serviu a todos e, conforme a palavra do Senhor, eles comeram e ainda sobrou.


YouVersion - Eliseu: Um conto de uma fé extravagante

O Milagre do Azeite

mundo-nas-costas1Você se sente sobrecarregado com tantas responsabilidade e desafios à sua frente toda vez? Você sente que acabaram as opções e sua vida está vazia? Assim se sentia a esposa do profeta que morreu em 2 Reis 4:1-7. Com seu marido morto, ela estava desesperada com problemas financeiros e com medo de perder tudo o que tinha–incluindo seus filhos–para os credores. Ela pediu ajuda a Eliseu. Quando ele perguntou-a o que ela tinha, ela disse que não tinha nada exceto uma pequena jarra de óleo. Talvez você possa ser como esta viúva quando acha que não tem o suficiente, se sentindo desesperado e com foco apenas nas suas limitações. Deus vê seu problema de uma forma muito diferente de você.

Ao longo de toda a escritura vemos exemplos de como Deus é especialista em fazer muito com pouco, e esta história é outro exemplo disso. O mundo pode ver isso como ilógico ou extravagante, mas Deus não. Deus tomou uma jarra de óleo e a multiplicou para que a viúva pudesse pagar suas dívidas. Quando você se sente sobrecarregado e não tem mais opções, lembre-se que o que você tem é tudo o que Deus precisa. Deus te deu tudo o que você precisa. Em que área da sua vida você se sente sobrecarregado e sente como se não tivesse nada mais? Quais são as coisas que você tem que poderiam te ajudar a mudar o foco?


Leitura do dia: 2 Reis 4:1-7 (NVI)

1Certo dia, a mulher de um dos discípulos dos profetas foi falar a Eliseu: “Teu servo, meu marido, morreu, e tu sabes que ele temia o Senhor. Mas agora veio um credor que está querendo levar meus dois filhos como escravos”. 2Eliseu perguntou-lhe: “Como posso ajudá-la? Diga-me, o que você tem em casa?” E ela respondeu: “Tua serva não tem nada além de uma vasilha de azeite”. 3Então disse Eliseu: “Vá pedir emprestadas vasilhas a todos os vizinhos. Mas peça muitas. 4Depois entre em casa com seus filhos e feche a porta. Derrame daquele azeite em cada vasilha e vá separando as que você for enchendo”. 5Depois disso ela foi embora, fechou-se em casa com seus filhos e começou a encher as vasilhas que eles lhe traziam. 6Quando todas as vasilhas estavam cheias, ela disse a um dos filhos: “Traga-me mais uma”. Mas ele respondeu: “Já acabaram”. Então o azeite parou de correr. 7Ela foi e contou tudo ao homem de Deus, que lhe disse: “Vá, venda o azeite e pague suas dívidas. E você e seus filhos ainda poderão viver do que sobrar”.

YouVersion - Eliseu: Um conto de uma fé extravagante